O SOM DO SUL DO MUNDO

O SOM DO SUL DO MUNDO

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

MOFONOVO#15 "Maria Bueno" V/A BANDAS DE CURITIBA (SETEMBRO 2012)






 



























Taí a compilation #15 das bandas de Curitiba do mês de setembro de 2012. Mistura geral, ecletismo sonoro, democracia das garagens aos palcos de todas as idades, credo e estilos.
 
DOWNLOAD AQUI
 
01 Claudio Pimentel “It Ain't Me Babe”   It ain't me babe by Claudio Pimentel
Claudio Pimentel é um ícone na música curitibana. Foi o mentor intelectual da lendária banda Plêiade e um dos integrantes do Wandula. Hoje, em carreira solo suas apresentações acústicas navegam em reinterpretações de bandas como Smiths, Magnetic Fields, Bob Dylan, Abba além das suas próprias composições.
 
 
02 imof “Histórias de um Tempo Fechado”
Mais uma do Ivan Santos (ex-OAEOZ, Hotel Avenida) o imof tem peso, poesia, riqueza musical e capacidade de emocionar quem gosta de rock brasileiro pós-80. No time do imof joga experientes músicos além do Ivan Santos como Martinuci (Stinovisti), Osmario Jr e Fernando Lobo (Tods, ESS). Lançaram agorinha o EP "Um Silencio Novo Na Casa" que pode ser baixado no Soundcloud do blog De Inverno.
 
 
03 Labrador “A Noite dos Nossos Dias”
Labrador é formada por Francisco Marés (teclado), Allan Yokohama (bateria), Lucas Borba (guitarra), Bruno Nogueira (guitarra), Pedro Henrique Andrade (baixo) e Érico Klein (vocal). Descobri recentemente navegando no Soundcloud e quando vi que o Allan Yokohama estava na gang resolvi conferir o som e fiquei estupefato. Banda de muito futuro se não acabar em 18 meses (prazo de validade médio das bandas de Curitiba!!!). Avant, boys!
 
04 Modales “Jekyll Rides”
Modales  lembra muito algumas bandas da Shelflife, selo americano que mesclava bandas indiepop com J-Pop. O vocal simples e ao mesmo tempo sofisticado da Mari faz a diferença na banda. Curitiba precisava de uma banda do estilo da Modales.
 
05 Mojones “Crazy Jane”
Misturando blues, folk, boogie e rock tradicional orgânico o Mojones está migrando de banda cover para autoral. Muito bom rapazes, que bom que vocês abriram o olho pra isso pois banda cover só interessa para alienados deslumbrados que saem na night pra azarar e não interessa quem está no palco e sim que música que eles conhecem que está tocando. E vocês tocam pra caralho!
 
06 Plexo Solar “Desaprendendo”
Plexo Solar é pra mim uma banda que lembra o Charme Chulo com rock regionalizado sem ser bicho-grilo. Formada por Alexandre Provensi (voz e baixo), Leonardo Montenegro (voz e guitarra), Marcelo Liberato (voz e bateria) e Matheus Godoy (voz e guitarra) a banda tem se destacacado graças a um clip que rola no Youtube na faixa dos 3.000 acessos que vocês precisam conferir aqui.

 
 
07 Punkake “Comet”
  Comet by punkake
Lendária e atual banda de garotas de curitiba que iniciou bem punk-hardcore e agora está um pouco mais light mas com muita personalidade. É difícil alguém em Curitiba não conhecer o Punkake de algum show memorável pelos porões da cidade. A banda tem uma estatísticas de impressionar pois seus tracks passam de 2 milhões de plays no Myspace. Bárbara Carneiro Bianeck (Bacabí) - voz é a frontwoman e marketeira da banda. Parabéns aí Punkake pelo barulho proporcionado e pela obsessão de fazer música pra nossa galera.

 
08 Sara 572 “Que Dia é Hoje”
Segundo o próprio Myspace da banda, Sara 572 foi formada no século passado em Pinhais no dia 11 de dezembro de 1993. Da formação original: "Almeidassauro" (voz e percussão) e "Morto Man" (guitarra e voz). Em 1997, juntou-se ao combo, "O Abominável Robsão das Neves", baixo e voz. Em 2004, foi integrado definitivamente à banda, "Dom Ferpa" na bateria e palpites. Este tocou até a gravação do álbum "Nos Tempos do Bronco Rock", no início de 2008. Neste mesmo ano, volta para seu lugar "J.K. O Estranho", da terceira geração de bateristas do Sara 572, que já havia tocado no período de 2000 à 2004. Já 'O Abominável Robsão das Neves" tocou até o ano de 2006, sendo substituído por "Sir Renatovski" (Renato QG ex-BAAF) que participou da primeira formação do grupo na década de 90 e das gravações do cd "Nos Tempos do Bronco Rock" em 2008, ano em que "Gabee The Girl" assume o posto de baixista. A banda existe até hoje.

09 Tangerines And Elephants “10”
Segundo o meu amigo Abonico Smith do site Mondo Bacana, a banda Tangerines And Elephants junta o doce da bossa nova com o peso do rock progressivo, mais psicodelia e alguma concessão pop. “Bunch of Grapes”, o primeiro single evocam a MPB nascida no Rio de Janeiro dos anos 1950, mas a impressão engana. O TAE adora pregar surpresas. “É bossa indie pop pra inglês ver e brasileiro ouvir. E aprender...”, elogia o crítico Abonico Smith. Pra mim é uma banda que lembra o Apples In Stereo dos anos 00 mas com extrema personalidade musical.

10 Teu Pai Já Sabe? “Desejos”
Banda com a bandeira "queercore" o Teu Pai Já Sabe? de Curitiba é liderada pelo excêntrico Mamá que não economiza palavras na defesa anti-homofobia e detona acordes na cara dos conservadores curitibanos. Influências de Limp Wrist, Youth Of Today e Dominatrix.
 
11 Tip Tronic “Filme Pirata”
  Filme Pirata by Tip_Tronic
Projeto do Dj Alejandro Bargueño tem neste projeto eletrônico Tip_Tronic mistura de progressivo, electro, minimal, e techno. Já tocou no Rock nas Ruínas e em centenas de clubes do Brasil e overseas.

12 Trem Fantasma “Nenhuma Pretenção”    
  Nenhuma Pretensão by Trem Fantasma  
Trem Fantasma se autointitula como quatro malucos sem pretensão nenhuma, querendo ser feliz tocando o rock. Segundo eles a banda tem influência de Tame Impala, Neil Young, Nirvana e Beatles. Valeu Marcos Dank.. o Trem manda muito bem!
                                   
 

domingo, 26 de agosto de 2012

ÚLTIMO VOLUME ESP. RINGO DEATHSTARR - DOWNLOAD (26 AGO 2012)

 
DOWNLOAD PT 1 AQUI
 
 
DOWNLOAD PT 2 AQUI
 
DOWNLOAD SOMENTE DO SETLIST AQUI (FAIXAS SEPARADAS)


Programa Último Volume - Rádio Alternativo
Lumen FM 99.5 - Curitiba, Pr, Brasil
Produzido desde 1997 por Marco Stecz e Neri da Rosa
Trabalhos técnicos (UV Mobile) - Luiz Orta

Blog do Marco Stecz
http://loveyourselftoo.blogspot.com.br/

NÃO PERCA NESTA TERÇA, DIA 28 DE AGOSTO ÚNICA APRESENTAÇÃO DA BANDA RINGO DEATHSTARR.
Jockers Pub - a partir das 21h
R. São Francisco, 164 - Centro (entre a Barão do Cerro Azul e Riachuelo)
Abertura:
A Espiral de Bukowski (SP)
Subburbia (PR)

THE SORRY SHOP "Bloody, Fuzzy, Cozy" CD (2012)

 
 
O Rio Grande do Sul sempre surpreende com as bandas que surgem por lá. De Porto Alegre vem o The Sorry Shop que faz um shoegaze/lo-fi que alguns dizem que se parece comYuck, já outros citam influências do My Bloody Valentine. Pra mim é barulho distorcido de Porto Alegre. O video abaixo gravado em um take só mostra o poder do The Sorry Shop. Valeu Regis Garcia!



 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
01. Gone Again
02. About Kings And Queens
03. A Distant Song
04. Go On
05. Walk Away (And Don't Come Back)
06. Dressed to Fool
07. Cinderblocks
08. Bloody, Fuzzy, Cozy
09. Stranged Again
10. Glass Jar
11. The Highway
12. Seaman's Pledge
13. About Kings And Queens II
14. There is no Better Way to Say Goodbye (And I'm Sorry)
 
Download AQUI no Bandcamp da banda



  Bloody, Fuzzy, Cozy by The Sorry Shop

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Ride Into The Sound “Mixtapes & Noisemates # 2″ (2012)


























MIXTAPE DO BLOG RIDE INTO DE SOUND DO AL SCHENKEL DE CRICIÚMA, SC.

01 “Stick Figures in Love” by Stephen Malkmus And The Jicks
02 “Chew” by Yuck
03 “Endless Shore” by Melody’s Echo Chamber
04 ”What You Wanted” by Seapony
05 ”It’s Too Close” by Katty Winne
06 ”We Don’t Belong” by Screen Vinyl Image
07 “Thousand at a Glance” by Suffering Astrid
08 “Into The Shade” by Shiny Darkly
09 “And I’m Up” by A Place To Bury Strangers
10 “Rip” by Ringo Deathstarr
11 “Soft Focus” by Asalto Al Parque Zoologico
12 “Fountain of Youth” by I Have No Mouth and I Must Scream


A ideia da Mixtapes & Noisemates é agregar através de uma seleção de 12 canções + texto pessoas ligadas a música que são admiradas pelo Ride Into The Sound. Cada mixtape parte da escolha pessoal do convidado da vez e traz até o leitor do blog algumas das canções com maior rotatividade em seus music players, deixando a mostra algumas de suas referências e inspirações mais recentes no meio musical mundial. Esta ideia também serve para incentivar a busca e conhecimento por bandas que as vezes passam despercebidas ou mesmo nem chegam a nossos ouvidos por algum motivo ou outro.
Fique com a segunda edição feita por Régis Garcia, multi-instrumentista gaúcho e membro fundador da excelente The Sorry Shop. A arte ficou por conta do amigo Neri Rosa, do essencial Mofonovo.

Texto por Régis Garcia
“Com a correria de sempre, raramente tenho parado pra procurar música nova e, no fim das contas, acabo escutando muita coisa da zona de conforto auricular, aquilo que a gente já conhece. Esses tempos percebi que os discos que tenho no carro, em mp3, já estão ali pra mais de um ano, quem sabe. Contudo, em casa, enquanto estou na frente do computador, escuto qualquer coisa (decente) que me convidam pra escutar.
Um reflexo disso é essa playlist aqui, que tem um pouco do que tenho gostado e escutado ultimamente, principalmente por indicação de amigos e conhecidos. Tem bandas como o Yuck e o Malkmus que são de fé. O Yuck é uma predileção absoluta e a “Chew” é uma música gostosa e fácil (os baixos da Mariko são sempre interessantes e certeiros). “A Stick Figures in Love”, do Malkmus, tá nos ouvidos desde que o disco saiu e eu não consigo parar de escutar. Na mesma onda de “fácil e gostoso” tem a Melody’s Echo Chamber, a Seapony e a Katty Winne. Das três, que sempre me parecem ter certas afinidades, a Seapony é a que conheço faz mais tempo. Mesmo assim, as outras duas são páreo duro. Gosto muito de escutar essas três bandas/artistas quando preciso relaxar um pouco. Acho charmoso, sabe? A Katty eu conheci esse ano e já uma das favoritas do Brasil.
Esse ano eu também conheci a Screen Vinyl Image, numa onda um bocado diferente, mas muito grudenta. A “We Don’t Belong” é daquelas músicas em elipse, que te agarram pelo cérebro e ficam martelando até dar nojo, mas nunca dá. Aliás, junto com a Vinyl, eu fui apresentado ao Suffering Astrid, pela Meire Todão, uma fotografa que manja bastante de música boa. De todas as bandas daqui, acho que a Suffering Astrid é a banda que tem mais me inspirado, principalmente por conta de umas guitarras muito marcantes. Por falar em indicações, a “Into the Shade”, da Shiny Darkly, com todo aquele ar pesado, foi uma ótima dica de um cara chamado Al Schenkel. Me pegou de primeira por fazer lembrar A Place To Bury Strangers, que por sinal tá aqui na lista. A Place To Bury Strangers é uma banda que não teria gostado tanto se não tivesse visto os caras de perto. A “And I’m Up”, que tá nesse ultimo disco, é animadinha na medida. Não fica chata, nem banal e, dentro do contexto do “Worship” funciona tão bem quanto fora dele. A Ringo Deathstarr já é uma (nem tão) velha conhecida, mas a “Rip”, que é dos últimos releases deles, é sensacional e fresca. Apesar das guitarras brilhantes e barulhentas, o que mais me chama atenção são os vocais na medida.
Ok, a “Soft Focus”, da Asalto Al Parque Zoologico é um pouco mais antiguinha, mas me permiti colocar ela por aqui pelo simples fato de que eu só fui ouvir falar deles esse ano, por conta de ótimas indicações por aí do Jairo Manzur. É uma banda que tem coração e, mesmo no meio de tanta coisa com intenções semelhantes, não deixa de soar original. Pra finalizar tem a “Fountain of Youth”, da I Have No Mouth and I Must Scream, que merece muito mérito pela atmosfera densa, mas gentil e pela preocupação com detalhes de guitarra. É uma banda que não tem tudo bom, mas em alguns momentos é fantástica.


quinta-feira, 16 de agosto de 2012

TANGERINES AND ELEPHANTS "Bunch Of Grapes" SINGLE (2012)


Curitiba é realmente uma cidade que surpreende. Quando você menos espera surge uma banda espetacular como esta: Tangerines And Elephants. Mesclando pop psicodélico e folk progressivo eles lembram (na minha opinião) o Apples In Stereo era 00's. Confira o som destes curitibanos que vão dar muito o que falar principalmente porque anunciaram o lançamento de um full CD para os próximos meses. Estamos no aguardo!

Download Aqui

Tangerines And Elephants Facebook



EXTRA TRACK


domingo, 12 de agosto de 2012

MAMELUCOS ORBITAIS "EP Demo" (1999)

Foi em 1999 que a Jô Marçal dos Mamelucos Orbitais foi até a Forte Apache no Batel onde funcionava meu primeiro bureau de mkt e me entregou esta demo deles. Ouvi e gostei na hora.
Lembro que a demo chamou atenção até da gravadora americana Mint Flesh que iniciou contato com a banda que se dissolveria pouco tempo depois. 
Os Mamelucos eram de palco e um dos melhores shows da banda foi no encerramento do Festival de Teatro de Curitiba de 1999. No mesmo festival compuseram a trilha para a peça “The Last Supper”, além de se apresentarem no Teatro Paulo Autran no Cosmic Bazar, no evento Planet Mix e Mercado Mundo Mix. Participaram do programa Musikaos da TV Cultura no mês de abril de 2000 e em agosto do mesmo ano, ganharam o terceiro lugar no concurso de MP3 do Site Som Submarino.

DOWNLOAD AQUI

01 Por um Instante
02 A Menina Rodou
03 Diferença
04 As Moscas
05 Em Cima das Tamancas

MAMELUCOS ORBITAIS:
Jô Marçal (Voz)
Priscila Graciano (Bateria, Voz)
Flavia Bley (Guitarra)
Marcia Bley (Programações, Voz)
Guspy Slomp (Baixo)
Eddie Bastos (Teclado) 

Mamelucos Orbitais - Por Um Instante by Mofonovo

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

K7 "ZONA MORTAL" VÁRIOS RS (1986)


"Zona Mortal" é mais uma raríssima coletânea que chegou nas minhas mãos em 1987 via Gustavo Brum dos Pupilas Dilatadas e que foi lançada em K7 pela gravadora Vortex dos Replicantes (RS) em 1986. Tem pérolas aqui como "Menstruada" e "O Dotadão Deve Morrer" dos Cascavelletes, Júlio Reny e Km0, Os Topetes, Atahualpa y os Panques do Carlos Eduardo Miranda (Gordo Miranda) que também produziu esta compilation gaúcha...

Download AQUI

Faixas:
01 – Fanzine – Boy do Subterrâneo
02 – Atahualpa y os Panques - Revolution (cover anárquico dos Beatles)
03 – Urubu Rei – Pin-up
04 – Os Cascavelettes – O Dotadão Deve Morrer
05 – Júlio Reny e Km 0 – Não Chores Lola
06 – Os Topetes - Ivone
07 – Verlanie Pretto – Horário Político
08 – Atahualpa y os Panques - (?)
09 – 3 Almas Perdidas - Terminal
10 – Júlio Reny e Km 0 – Amor e Morte
11 – Miguel e Almas – Me Deixe em Paz
12 – Anomalia – O Fim do Mundo na Minha Frente
13 – Os Cascavelettes – Menstruada
14 – Cóccix - Inseparáveis
15 – Fanzine – sandina
16 – Miranda – ao lado esquerdo do meu ombro




sábado, 4 de agosto de 2012

EPIDEMIC "The Black Mellowed Into Grey" Demo (1989)




Formado em 1985 por Guto Diaz, Rodrigo Zaniolo, Alex Baldon e Daniel Carvalho o Epidemic foi uma das melhores bandas de curitiba dos anos 80 no gênero trash metal. Os shows deles que tive oportunidade de assistir eram adrenalina pura. Teve um deles no Paiol que parecia que o teatro iria pros ares. Lançaram apenas 3 demo-tapes, Faces Of Death (86), Demo 88 (88) and The Black Mellowed Into Grey (89) que aqui disponibilizamos para download graças ao Guto Diaz que me enviou estas raríssimas faixas desta banda inesquecível.

"The Black Mellowed Into Grey" por tempo limitado AQUI

1 - Mellowed Into Grey
2 - Growing Deception
3 - Disordered Life
4 - Behind The Mists Of Mind