O SOM DO SUL DO MUNDO

O SOM DO SUL DO MUNDO

domingo, 28 de outubro de 2012

TANGERINES AND ELEPHANTS - UV MOBILE - DOWNLOAD - LUMEN FM 99.5 - CURITIBA, PR (28 OUT 2012)


 
Eu e o Luiz Orta chegamos na Casa de Rock Estudio e nos deparamos com um arsenal de pedais e a banda Tangerines And Elephants concentrada entre os primeiros acordes, neon, pedais invertidos e muita dúvida no playlist. Após o setup o TAE começou sua psicodelia hipnotizando nós e os amigos da banda presentes naquela noite no estudio. Foi memorável e uma honra participar das idéias destes caras antenados que fazem a diferença na nova cena do rock alternativo curitibano.
Unforgettable!
 

 

 
 
Gravado na Casa de Rock Estudio (Curitiba) no dia 25 de setembro de 2012.
Captação e mixagem: Luiz Orta
 
+
 
DIVISION DAY (US) "Colourguard" mp3
 
DUNAS "Due Mabem" (Curitiba)  mp3
 
MERCENÁRIAS "Inimigo" (SP) mp3
 
WATCH OUT for the HOUNDS "Guia Para o Perdido" (Curitiba) mp3
 
ANTIQUE PONY  "An Angel Masturbating Slowly" (Scotland)  mp3
 
B.A.L.L. "Ball Four Prelude" (US) mp3
 
BRINCANDO DE DEUS "Two Seeks From Here" (Salvador, BA) mp3
 
 

LUMEN FM 99.5 - CURITIBA - PR

Since 1997
No ar todos os domingos, 23h
Lumen FM 99.5 - Live Streaming
Marco Stecz e Neri Rosa

LUMEN FM 99.5:

Staff:
Rogerio Chiocchetti - Diretor
Juliana Sartori - Coordenadora Artística
Elton Sales - Sonoplasta
Murilo Moreira Souto - Sonoplasta
 
MAKING OF:
 










 


 
 
 
 
 
 
 

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Ride Into The Sound “Mixtapes & Noisemates # 5″ (2012)

 
DO BLOG RIDE INTO THE SOUND DE CRICIÚMA, SC
 
01 Weepikes (Finland) – Born To Be Bored
02 Tangerines And Elephants (Curitiba, Brazil) – 10
03 Labrador (Curitiba, Brazil) – A Noite dos Nossos Dias
04 Watch Out For The Hounds (Curitiba, Brazil) – Guia para o Perdido
05 Audac (Curitiba, Brazil) – Real Painkiller
06 Brainiac (US) – Hot Metal Dobermans
07 Sonora Coisa (Curitiba, Brazil) – Reverse 33 RPM [Live @ UV Mobile]
08 The Hair And Skin Trade Company (UK) – On Again, Off Again
09 The Sorry Shop (Porto Alegre, Brazil) – Gone Again
10 Sahara Surfers (Austria) – Sonar Pilot
11 Yokofive (Curitiba, Brazil) – Selfish
12 Fetalcohol (Curitiba, Brazil) – Bossanova
 
 
Retomando a série Mixtapes & Noisemates para a edição de número 5, onde os convidados revelam o que anda rodando em seus players e destilam parte do seu gosto pessoal através de doze canções escolhidas a dedo, a bola da vez fica ao encargo de Neri Rosa. Nascido em Curitba, no Paraná Neri é um dos grandes incentivadores da música independente brasileira e Paranaense, mantendo no ar desde 1997 ao lado de Marco Stecz o programa de rádio alternativo Último Volume na Educativa FM e Lúmen FM de Curitiba, servindo como plataforma de incentivo e apoio a produção local. Além do programa de rádio, Neri mantém no ar há alguns anos o blog Mofonovo onde joga na roda seus garimpos do meio alternativo mundial disponibilizando inúmeros discos raros e novidades. Vale lembrar que o cara também é um artista plástico de mão cheia e responsável pela arte das mixtapes aqui do bog. Fiquem então com texto escrito pelo próprio Neri + 12 belíssimas canções de sua escolha.
 
Friends of Ride Into The Sound, apresento aqui a convite do Al Schenkel meu mixtape que mistura bandas de fora com nacionais, mais especificamente de Curitiba, cidade que cria bandas mais que coelhinhos… e o melhor… bandas muito legais.
 
Abrindo o mix com os finlandeses do Weepikes de Helsink que estão planejando uma brazilian tour para breve junto com a banda curitibana Sonora Coisa. Aliás as duas bandas tem produção de Mark Kramer (Galaxie 500, Bongwater, Shimmy Disc). Tangerines And Elephants é uma das novas promessas do rock alternativo curitibano. Psicodelia progressiva, bossanoise e até jazz quebrado estão presentes nesta banda liderada pelo antenadíssimo Argos Carneiro. Emendando outra de Curitiba chamada simplesmente de Labrador. Inovando dentro do surfrock, letras despretensiosas e ritmo acelerado o Labrador ainda engatinha na cena curitibana mas com certeza em questão de meses os rapazes estarão dando a cara pra bater em shows e nos programas de rádio disponíveis na capital paranaense. Watch Out For The Hounds também de Curitiba faz um “jazz sujo”…. Definição da própria banda. Conheci estes meninos através do pai do André Osna que é meu amigo das antigas em Curitiba. Estão preparando o primeiro EP pra fevereiro de 2013 com muitas surpresas sonoras. Audac outra curitibana que acaba de abrir para o Tame Impala em SP e em Curitiba e participou da coletânea do programa de rádio Último Volume da Lumen FM. Com um som meio trip hop mas com pegada noventista a banda se prepara para lançar um full cd e cair na estrada pelo Brasil. É uma das maiores promessas do poprock atual de Curitiba. Pra quebrar um pouco inclui o Brainiac de Dayton, OH, USA. Esta banda synthpunk formada em 1992 que teve que encerrar suas atividades em 1997 devido a morte de Tim Taylor, guitarrista e vocalista num trágico acidente de carro. Deixou 3 CDs memoráveis entre eles o álbum de 1994 “Bonsai Superstar” indispensável pra quem gosta de efeitos, feedbacks, brakes e barulheira. Sonora Coisa de Curitiba não é shoegaze, drone, noise… é simplesmente uma banda que usa e abusa das distorções das guitarras à la Sonic Youth. Com a vinda do Weepikes para o Brasil a banda excursionará em breve para a Finlândia em retribuição. São bandas irmãs produzidas como falei pelo Mark Kramer. The Hair And Skin Trade Company são britânicos oriundos da banda LOOP. Denominados como avant-noise a banda foi formada em 1991 pelos ex-Loop Neil Mackay e John Wills. O melhor álbum lançado foi em 1993 “Over Valence”. The Sorry Shop de Porto Alegre brinca com o dreamgazer, mistura de shoegaze e dreampop. É uma das novas caras da cena rock de POA. Sahara Surfers são austríacos e fazem um pós-rock progressivo de primeiríssima qualidade. “Sonar Pilot” é uma das faixas do álbum do mesmo nome de 2011. Hipnóticos! Yokofive é outra banda de Curitiba mestres no barulho shoegaze mas se autodefinem como “maracatu –noise”!!!!! Fechamos o repolho com o industrial-noise-pós-industrial, Fetalcohol é um projeto curitibano fundado em 1996 por Carlos Morevi e que esporadicamente se apresenta em pequenos teatros ou porões da cidade. Tem um público fiel e adulto.
 
THAT’S ALL FOLKS !

sábado, 20 de outubro de 2012

COEXIST EP (2012)

 
Produzido por Marcus "Coelho" Gusso / Nav Braz e gravado na Toca do Coelho em Curitiba o Coexist se diferencia pela excelente harmonia beat com um puta de um swing brazuca for export. Kako Louis conhecido músico curitibano + a excelente voz performática de Naína Carvalho + as programações inteligentíssimas do Nav Braz formam na minha opinião o melhor trio da nova música curitibana. Conheçam então, o Coexist!
 
 
O EP foi produzido com o apoio da Prefeitura Municipal de Curitiba, Fundação Cultural de Curitiba, Fundo Municipal da Cultura e Programa de Incentico à Cultura para o projeto Garageira Curitibana.
 

domingo, 14 de outubro de 2012

ÚLTIMO VOLUME RED FOOT (LIVE) FULL DOWNLOAD - LUMEN FM 99.5 (14 OUT 2012)

 
 

Jon Spencer Blues Explosion (NYC)
01 “Down in The Beast” (mp3)
Extraída do album “Plastic Fang” de 2002 – Matador Records. Formado em 1991 depois de Jon Spencer ser demitido do Pussy Galore. Já lançou mais de 11 álbuns.
 
Poster Children (Champaing-Urbana – Illinois, US)
02 “Dee” (mp3)
03 “If You See Kay” (mp3)
04 “Space Gun” (mp3)
Extraídas do album “Daisychain Reaction” de 1991. Produzido por Steve Albini. Formado em 1987 e dissolvido em nos anos 00s. Liderado por ROSE MARSHACK + o marido RICK VALENTIN. Influências de Honeymoon Killers, Pussy Galore e Union Carbide Productions.
 
 
 

05 - RED FOOT (LIVE) - Curitiba, Pr, Brasil 
LIVE LADO B BAR – CAPTAÇÃO E MIXAGEM DO MAGO LUIZ ORTA
Foi uma noite mágica aquele domingo, 23 de setembro à noite com a banda curitibana RED FOOT tocando ao vivo no Lado B Bar lotado de pessoas legais e fãs da banda. Por um momento achei que seria impossível para o Luiz Orta fazer a captação do som do Red Foot pois não existe palco no bar (a banda toca no meio do povo) e o espaço para a sensível aparelhagem de captação do Orta era pequeno. Mas ele se arrumou ao ladinho de uma máquina de fliperama e com a ajuda da sua esposa Ruth Miranda acabou conseguindo e o resultado está aí, surpreendente. 
Queremos agradecer ao Red Foot pelo carinho e pela ajuda na gravação. Valeu Henrique Dinar, Thiago Guerra, Fabinho Santos, Gabriel Pereira, e Augusto Freitas além do Babbur dono do Lado B.
Fecha o UV:
 
06 Action Swingers (NYC)  “Bum My Trip” (mp3)
“Bum My Trip” extraída do raríssimo 7 polegadas (LADO A) lançado pelo Action Swingers em 1991. Outro racha do Pussy Galore e Sonic Youth. JULIA CRAFITZ E BOB BERT com NED HAYDEN – Também tocam nas gravações dos álbuns lançados  J. MASCIS (DINOSAUR JR) e DON FLEMING (GUMBALL).
 
Making of Red Foot ao vivo no Labo B Bar para o UV Mobile
 
 
 
 
 
 
 
 



 
LUMEN FM 99.5 - CURITIBA - PR
Since 1997
No ar todos os domingos, 23h
Lumen FM 99.5 - Live Streaming
Marco Stecz e Neri Rosa
LUMEN FM 99.5:
Staff:
Rogerio Chiocchetti - Diretor
Juliana Sartori - Coordenadora Artística
Elton Sales - Sonoplasta
Murilo Moreira Souto - Sonoplasta

sábado, 13 de outubro de 2012

ANTIQUE PONY "Museum of Blood" (2012)

 
Eu já tinha ouvir falar destes caras de Glasgow e não é que me deparei com um belo de um post num dos meus blogs favoritos, o Space Rock Mountain!?! Pois bem, o ANTIQUE PONY é art rock quebrado com referências do Brainiac. Gostei da sujeira e experimentalismo. Breve vamos tocar esta banda no Último Volume Radio..... Baixem enquanto dá tempo!
 
Download AQUI
 
 


sexta-feira, 12 de outubro de 2012

RETY "Lost Songs" B-Sides (2012)

























Conheço a Rety desde os anos 90 quando ainda menor de idade e tocava na banda Whir. Pós-Whir na nos 00s veio a excelente Laura's Problem e agora nos 01s o cultuado I KILL KANE que divide com a inseparável drummer sista-mother, Kelle Matos e o sisto-brother Rafael Campanaro que também tocava no Laura's.
Nesta trajetória toda era de esperar que algumas canções composta por ela ficasse de fora. Mas não é que ela guardou tudo no freezer? Pois bem, chegou o momento do degelo. São raridades que não podem deixar de ser ouvidas e por questão histórica vale a pena o registro.

DOWNLOAD NO SOUNDCLOUD DA RETY

  rety - lost songs by Rety

RETY

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

A CHAVE "De Ponta Cabeça" (1976)

 
Se tem uma banda que fez história no rock curitibano esta banda chama-se A CHAVE. Formada em 1975 pelos amigos Ivo Rodrigues (RIP), Paulino de Oliveira, Carlão Gaertner e o fotógrafo baterista Orlando Azevedo mesclavam blues e hard rock. Gravaram "De Ponta Cabeça" em 1976 e é um dos compactos mais raros do rock brasileiro disputadíssimo pelos colecionadores. Aqui uma compilação das principais músicas da banda.
Os shows no TUC no final dos anos 70 foram um marco no rock paranaense pois era uma época politicamente sensível dominado pela ditadura militar e pela censura à liberdade de expressão.
A CHAVE foi o start da formação da banda BLINDAGEM nos mesmos anos 70.
 
01 De Ponta Cabeça
02 Meu Ofício é o Rockn'Roll
03 Me Provoque Pra Ver
04 Luva de Pelica
05 Raquel
06 Buraco no Coração
07 A Bruxa
08 Bye, Bye Baby Blue
09 Blue Satanás
10 Macacos Cósmicos
11 A Coisa Era Pra Matar
12 Galope Buraco no Coração (Bônus)
13 Me Provoque Pra Ver
 
Download AQUI 
 

domingo, 7 de outubro de 2012

SON E'LUMIÈRE "You Know" DEMO SINGLE (2012)

 

"You Know" mp3 (Download)
 
Conheci esta banda curitibana através do Tangerines And Elephants e confesso que logo que o Kelson Barbosa me presenteou com a demo "You Know" não levei muita fé. Mas ouvindo a faixa.....................quanta surpresa!!!!!! Me lembrou o folk progressivo do I Am Kloot (minha banda de cabeceira desde 2004). Eu diria que em 2013 teremos que levá-los ao Último Volume antes que virem hypes... hahahah! Thanks Kelson.
 
SON E'LUMIÈRE

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Don't Let Our Youth Go To Waste with Sonora Coisa - Track by Track (2012)

 
Extraído do
 
Texto: Rafael Conrado Bührer (baixo, voz do Sonora Coisa)
 
Vou ser extremamente prático, porque a história que segue abaixo é muito, mas muito melhor do que qualquer coisa que eu possa vir a escrever, ou melhor, pera aí.....ah deixa quieto.....

O TBTCI só quer dizer que Sonora Coisa é foda, ok e eu me encho de orgulho em publicar algo tão soberbo e cheio de emoção, por essas e outras que o TBTCI segue em frente....
Vida longa ao Sonora Coisa!!!!

Sonora Coisa - EP - Track by Track

"Imagine cinco garotos que nunca tinham entrado em um estúdio para gravar, não sabiam nada sobre metrônomo, nem pista, nem qualquer coisa próxima do que é “gravação por canal”. Tínhamos gravado demos com uma câmera simples, captado o áudio ao vivo, e isso era o mais próximo de uma gravação que chegamos. Mas tudo aconteceu muito rápido. Nossas demos foram parar nos ouvidos de um dos melhores produtores musicais do mundo, conhecido por ter feito Galaxie 500, Low, Codeine, Daniel Johnston, entre outras pérolas, e as coisas ficaram sérias para nós...

“Procurem uma gravadora”, ele disse. Foi o que fizemos. De 3 para as quais mandamos material, 2 responderam. Fechamos com a Pisces. Agora precisávamos gravar. Kramer, Pisces, 3 músicas demo mal gravadas no myspace, e o estúdio mais barato da cidade era o local para onde íamos agora.

Foram 3 dias gravando as 5 musicas do EP, mais 4 mixando. O homem por trás da mesa não sabia o que significava “lo-fi”, “shoegaze”, “guitar”, não entendia o nosso som, mas seguimos em frente. Foram 400 reais, dias legais, empolgação, frio na barriga, e aprendizado. Depois de gravadas, as faixas seguiriam para a Flórida, para serem masterizadas pelo Kramer. Ouvindo agora, sentimos cada pedaço do que foi tudo isso, em cada faixa está o que éramos e para onde evoluímos, ficou uma parte de nós nestas 5 musicas. E para sempre..."
 
 
1-PICTURE BOOK

Era a música mais nova naquele momento. Gravamos tudo com uma Les Paul meio quebrada, uma Telecaster tbm quebrada, 2 baixos e a bateria do estúdio. Sem efeitos, era o esqueleto de uma música “indie dançante”, ou o mais perto disso que podíamos chegar. Não sei qual foi a referencia aqui, como tudo o que compusemos, ela simplesmente veio. Tem 3 partes simples, o refrão com uma nota só no baixo, uma repetição monótona que me faz lembrar Beat Happening. Talvez tenha sido a referencia. Não lembro muito bem. A letra veio do fato do Afonso, nosso guitarrista, reclamar de letras depressivas. Então tentei escrever algo sobre o fim da depressão. Soa alegre/triste, começa com a linha marcante do baixo, entram as guitarras, entra a letra, ela segue e termina como começou. Mr. Kramer fez um bom trabalho nela, colocando os instrumentos no lugar certo. Começa o EP de um jeito legal, e é a mais diferente do resto.

2-JUMPER BOYS

Essa foi a primeira que fizemos. Tudo nela está errado, o cara do estúdio não entendia o que estávamos fazendo. Ela tem as guitarras cada uma em uma afinação, é tudo fora do lugar, soa muito estranha, mas essa era a intenção. Depois de ouvir umas 3 vezes ela passa a fazer sentido. A letra é sobre traficantes, e sobre não ligar para o que acontece ao nosso redor, sobre descaso. É algo irônico, e a música segue toda errada, como o tema. A bateria soa meio punk, ela segue como uma tentativa de fazer um punk rock fora do lugar. É a favorita do Kramer, é a que entrou na coletânea UV, é talvez nossa musica mais estranha. Gostamos dela por isso.

3- ACROSS THE ACRES

Uma das faixas instrumentais. Surgiu num ensaio, gostamos das guitarras e ficamos com ela. O legal é a parada no meio, fica só a bateria, volta o baixo e ela estoura com a entrada da guitarra. Deu um efeito legal. A gravação pegou os deslizes da guitarra, ela tem um rifezinho no refrão que parece um teclado, o Kramer soube manusear isso e deixar ela grandiosa. Gravamos ela no acústico da radio Mundo Livre, ficou legal com violões.

4-REVERSE 33 RPM

É a musica que fecha nossos shows, nós sempre alongamos ela ao vivo. É uma barulheira desgraçada inspirada em Sonic Youth, com os versos em acorde,e o refrão é uma cacofonia com o nome da musica sendo repetido até perder a voz. Quando gravamos, ela não funcionou com 2 guitarras apenas, as cacofonias ficavam sem peso, então gravamos 4 guitarras no refrão, para ficar parecida com o que ela soa ao vivo. A letra fala sobre estarmos cansados de mesmice na musica, sobre experimentar sem medo e fazer musica por prazer. É um chamado de guerra para a nossa “daydream nation”, essa geração acomodada e sem sal que estamos vendo atualmente.

5-FIREWORKS

Faixa instrumental. Calma, é a parte tranqüila do que somos. Foi uma das primeiras a ficarem prontas, sempre gostamos de tocar, é uma das favoritas do pessoal que nos acompanha. Foi a primeira faixa pronta que disponibilizamos para ser ouvida. Gostamos muito do resultado final dela, é uma musica onde tudo se completa, onde todos os instrumentos se encaixam perfeitamente para invocar a coda que é a parte mais explosiva da música. Dedicamos ela ao nosso pai (meu e do Afonso, guitarrista) que faleceu pouco antes de formarmos a banda. É uma música bela e introspectiva, com influencia de post-rock, que não precisa de palavras para dizer tudo o que sente. Fecha o EP de maneira bonita, depois de tanto barulho. E que venha a próxima gravação!
*
*
*
Valeu, Rafael

https://www.facebook.com/pages/Sonora-Coisa/180031492051202
http://soundcloud.com/sonora-coisa

terça-feira, 2 de outubro de 2012

COPA DO AR "Orbs" EP (2012)

 
DOWNLOAD AQUI
 
Self Release
 
A idéia e as primeiras composições sob o título de Copa do Ar datam do começo de 2010. Copa do Ar é o projeto principal de Jonathan Garcia (Mogi das Cruzes - 9 outubro 1993).
 
Antes do lançamento do 1º EP do Copa, Jonathan lançou dois EPs e um (tipo esquisito de) álbum, expondo suas primeiras tentativas de fazer música com o programa FL (geralmente resultava em algo muito experimental, mas não bom).

 Em 9 de outubro de 2010, Jonathan lançou parte de seu material mais sóbrio na forma do EP "We Had Enough" de 8 faixas. Em fevereiro de 2011 lançou o single "Insira Suas Fichas". Em novembro o EP WHE ganhou forma física pela netlabel russa Winter Sea.
 
MOFONOVO
Agora com "Orbs" Jonathan Garcia explora o mínimo das nuances musicais desconstruindo tudo, economizando até barulho. Minimalismo puro. Ouvindo "Orbs" remeti ao trabalho experimental de Robert Hampson e Scott Dowson do Loop chamado MAIN. Indispensável pra quem gosta de música de vanguarda e não se acomoda nunca, tipo.... Eu!