O SOM DO SUL DO MUNDO

O SOM DO SUL DO MUNDO

sexta-feira, 30 de julho de 2010

VIOLETA DE OUTONO EP (1985)


Violeta de Outono é uma espécie de ícone psicodélico do rock paulista/brasileiro. Eu comprei este LP/EP no Savarim da Saldanha Marinho em 1985, mesmo ano do lançamento pela WOP BOP de SP. No dia que comprei esse vinil quem estava comigo era o Edgard Cliquet, artista plástico de vanguarda que gostava da Laurie Anderson e The Fall. Lembro que ele me falou que eu comprava mais os discos pela capa do que pelo som. Ele tinha razão.

Here

segunda-feira, 26 de julho de 2010

GLASS ARCADE "A Sarah Records Compilation" (1991)



Eu e Marco Stecz fomos apresentados pelo curitibanos Marcio Chuico e Marcia Moro que hoje moram na Bélgica. Talvéz este casal não saiba a importância disso pois desde então, e isso foi no início dos anos 90, eu e o Marcão fizemos o maior programa de rádio alternativo do Brasil, o Último Volume, que continua sendo o maior programa do novo rock mundial.
E foi em 1995 que o Marcão foi na minha ex-casa no bairro do Boqueirão com essa pérola da Sarah Records chamada "Glass Arcade". Sea Urchins, Springfields, The Field Mice St, Christopher e Sugargliders começaram a zunir nos meus ouvidos importados pelo correio via Gema Records, UK. Sarah Records é religião, alma e inspiração. Ouça quando ninguém estiver perto e no volume médio, please!

Here

---

sexta-feira, 23 de julho de 2010

VZYADOQ MOE 'O Ápice" (1989)



Este é sem dúvida um dos maiores discos da história na música moderna brasileira. Esta minha admiração pelo barulho destes caras de Sorocaba, SP, valeu uma grande amizade com o baixista / jornalista da banda Edgard Steffen que dura até os dias de hoje. Vzyadoq Moe foi um marco na minha vida e com certeza pra quem viveu aqueles gloriosos anos de 1989 e 1990. Edgard é editor da Revista Raiz, uma publicação brasileira patrocinada pelo UOL.

VIDEO DA BANDA "THE NAME" COVERING VZYADOQ MOE'S "THE CABINET" (2008)
NO PROGRAMA ÚLTIMO VOLUME - LUMEN FM 99.5 - CURITIBA  - PR


Here

---

quinta-feira, 22 de julho de 2010

GORE "Mean, Man's Dream" (1987)



Ouvi demais este LP exatamente em 87. É heavy metal lounge porque tem um rítmo lento e dispensa os vocais esguelados. Chega a ser relaxante pois se você colocar no carro pra ouvir dá 46 minutos de instrumental inteligente. Um dos caras que mais ouviu esta banda holandesa foi um colega quadrinista paraguaio chamado Jose Iglesias que esteve em Curitiba em 89 para uma exposição no Solar do Barão e por acaso dei uma carona entre o Solar e o Hotel no bairro do Batel. Não precisa dizer que o paraguaio roubou a minha fita cassete do meu Escort. Ainda bem que era cópia!

Here

---

SONIC YOUTH "Confusion Is Sex" (1983)



Sonic Youth foi e continua sendo a banda da minha vida. Este trabalho revolucionário lançado pela lendária SST Records em 1983 reune colagens, feedbacks e vocais do fundo da alma produzidos pelos magos Thurston Moore, Kim Gordon, Lee Ranaldo e na época Bob Bert. E foi também Scott Munroe que me apresentou o SY em que a sua banda The Puzzlehouse teve a honra de abrir um show em Hartfort, Connecticut no lendário Antrax Club.

Mas eu queria mais que uma fita cassete do Sonic Youth e então aproveitei a ida do Dr. Marcos Pragana dos Santos, irmão do Lulu Santos (sim, esse mesmo) para New York e encomendei o vinil do "Confusion Is Sex". Ele me trouxe aquela obra prima de 180 gramas que guardo até hoje. Isto foi em 1987.

Here

---

SMASHING ORANGE "Smashing Orange" (1991)



No início dos anos 90 descobri essa banda pelo meu mate americano Scott Munroe. Eu destruí a fita cassette do vinil de tanto ouvir. Apresentei para alguns amigos em comum de Curitiba na época como o Cristiano Réboli e Sergio Abud que também dividiam comigo o gosto pelo noise shoegaze destes americanos do estado de Delaware. Em 1994 tive oportunidade de vê-los tocando em New York City no New Music Seminar junto com o Scott, of course!






SMASHING ORANGE "My Deranged Heart" by user5776042

Here

---

quarta-feira, 21 de julho de 2010

CODONA (1979)



Codona me foi apresentado por Rui Werneck de Capistrano em 1983 quando trabalhávamos no departamento de criação da extinta agência de publicidade PMN Associados que ficava nas esquinas da Rua XV de novembro com Rua Almirante Tamandaré no Alto da XV em Curitiba. Foi uma época de muita sonoridade experimental e neste disco (o 1º da trilogia) tive a certeza que o Naná Vasconcellos era um gênio do experimental. Foi ouvindo o projeto Curitibano O Mago E O Chapéu que lembrei desta obra prima. Em 79, hein!

Collin Walcott - sítara, tabla, hammered dulcimer, sanza, voz
Don Cherry - trompete, flautas, doussn'gouni, voz
Naná Vasconcelos - berimbau, cuíca, percussão, voz

Here
---